segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Questões de História de Mato Grosso

1. Entre dezembro de 1864 e meados de setembro de 1865, o Paraguai esteve na ofensiva militar, ao invadir o território brasileiro e o argentino. Solano López planejou uma guerra relâmpago que, se bem-sucedida, resultaria em um novo equilíbrio de poder no Prata. O plano, porém, foi frustrado por um conjunto de fatores. (...) Envolvido por uma guerra inesperada, o Império do Brasil foi surpreendido com o Exército despreparado a ponto de, seis meses depois de iniciada a luta, não ter conseguido tomar a ofensiva. Mato Grosso (...) tornou-se alvo fácil para a invasão paraguaia.

(Francisco Fernando Manteoliva Doratioto, Maldita guerra - Nova história da Guerra do Paraguai)

Na Guerra do Paraguai, as operações militares paraguaias começaram com a invasão do Mato Grosso, que pode ser explicada pela

a) disputa territorial entre o Mato Grosso e a Bolívia.

b) interferência do Mato Grosso na guerra do Chaco.

c) recusa do Brasil em permitir a livre navegação no Prata.

d) condição de ser a província mais isolada e desprotegida do Império.

resposta: [D]

2. Eram sem conta os exageros que logo correram mundo a respeito das novas minas e a fama de Cuiabá (...) De granetes de ouro, contava-se, serviam-se os caçadores em suas espingardas, à guisa de chumbo, e de ouro eram as pedras em que nos fogões se punham as panelas. A tanto chegava a abundância do metal precioso que, arrancando-lhe touceiras de capim nos matos, vinham as raízes vestidas de ouro. Mas não era essa riqueza que a princípio impelira os sertanistas para o remoto sertão. (...) O primeiro paulista (...) a alcançar as beiradas do Rio Cuiabá foi, ao que se sabe, Antônio Pires de Campos e este ia, não em busca do metal precioso (...) O segundo foi Pascoal Moreira Cabral (...)

(Sérgio Buarque de Holanda, As Monções, In: História Geral da Civilização Brasileira)

A presença dos sertanistas nas origens do Mato Grosso está diretamente relacionada com a

a) produção de açúcar para o mercado externo.

b) exploração da erva-mate para o consumo interno.

c) procura e captura de índios para serem escravizados.

d) demarcação das fronteiras com a América espanhola.

resposta: [C]

3. Em 1995 a soja ocupa em Mato Grosso aproximadamente 2.280.360 ha, detendo esse estado a segunda maior área de produção do país, contribuindo com 20% no conjunto nacional. Entretanto, apesar do significativo aumento da área cultivada, a magnitude da difusão espacial no tempo não revela correspondência com os índices registrados para a produção. Assim, entre 1985 e 1995 a produção registrou um crescimento de 264% contra 177% da área.

(Júlia Adão Bernardes, As estratégias do capital no complexo da soja, In: Iná Elias de Castro et alli (org.), Brasil: questões atuais da reorganização do território)

O ritmo de crescimento da produção de soja ser maior que o crescimento das áreas de cultivo revela

a) uma significativa retração na comercialização das sementes modificadas.

b) a aplicação de elevados níveis de tecnologia na produção desse grão.

c) o esgotamento das áreas disponíveis para a agricultura extensiva.

d) a ampliação do número das pequenas e médias propriedades.

resposta: [B]

4. Espalhada a notícia de que os adotivos, que formavam o ‘poder econômico’ da Província, preparavam-se para eliminar as mais importantes figuras ligadas à exaltação nacionalista, os ‘zelosos’ decidiram tomar a dianteira. (...) Reunidos na residência de Joaquim de Almeida Falcão, presidente da Câmara de Cuiabá e dos 'zelosos' (...) deliberaram agir imediatamente. E na noite de 30 de maio de 1834, tomado pela Guarda Nacional o quartel dos Municipais Permanentes, armada a tropa desenfreada, cercadas as casas dos adotivos de maior evidência, a um toque de clarim, que era o sinal combinado, iniciou-se a desordem: assaltos às residências de adotivos, ataques e saques no comércio.

(Arthur Cezar Ferreira Reis, Mato Grosso e Goiás, In: História Geral da Civilização Brasileira) O fragmento faz referência

a) à Rusga.

b) à rebelião de Tanque Novo.

c) ao conflito de limites com o Amazonas.

d) à rebelião comandada pelo coronel Mascarenhas.

resposta: [A]

5. Assinale a única alternativa INCORRETA acerca da história do estado de Mato Grosso:

A) Pelo Tratado de Tordesilhas, 1494, o território do atual estado do Mato Grosso pertencia à Espanha. Os jesuítas, a serviço dos espanhóis, criaram os primeiros núcleos, de onde foram expulsos pelos bandeirantes paulistas no século XVII.

B) No século XVIII a “corrida” ao ouro acelerou o povoamento do território do atual estado do Mato Grosso. Ainda no século XVIII, para garantir a nova fronteira, Portugal criou a capitania de Mato Grosso.

C) A ocupação do território do atual Mato Grosso está intimamente ligada a atividade pecuarista que, sendo “expulsa” do litoral açucareiro no século XVI, teve que ser transferida para o centro-oeste da colônia, uma vez que a criação do gado no litoral estava prejudicando a cultura da cana-de-açúcar.

D) Durante as expedições bandeirantes, uma expedição chegou ao rio Coxipó, em busca de índios e logo descobriram ouro nas margens do rio, alterando assim o objetivo da expedição. Na primeira metade do século XVIII foi fundado o Arraial da Forquilha, às margens do rio Coxipó, formando o primeiro grupo de população organizado na região (atual cidade de Cuiabá).

resposta: [C]

Um comentário:

  1. Ótimas perguntas...AjuDa e muito nas provas de concursos!!! Valeuu...

    ResponderExcluir