terça-feira, 7 de junho de 2011

A Guerra do Paraguai em Mato Grosso


Guerra da Tríplice Aliança (1865-1870)

Causas:

Disputa pela hegemonia entre os países platinos.

Interesse expansionista do capital inglês:

1)Livre Navegação da Bacia Platina.

2)Destruição do Paraguai.

1857: Abertura da Bacia Platina.

1864: Solono Lopes, ditador do Paraguai, buscando uma saída para o mar resolveu aprisionar o navio brasileiro “Marquês de Olinda”, que trazia a bordo Francisco Carneiro de Campos, novo presidente da Província de Mato Grosso.

1865: Brasil, Argentina e Uruguai formam a Tríplice Aliança. É declarada a Guerra contra o Paraguai.

Solono Lopes invade o sul de Mato Grosso, toma a cidade de Corumbá acarretando no bloqueio da Bacia Platina.

Conseqüências do durante a guerra para Mato Grosso.

A)Medo:

Ataque dos paraguaios.

Rebelião de escravos.

Desertores.

Quilombo do Rio do Manso.

Entrada da Bolívia no conflito ao lado dos paraguaios.

B)Fome

Aumento dos preços dos alimentos.

Carência principalmente do sal.

1865: Enchente do rio Cuiabá.

Solução: A Bolívia passa a abastecer Mato Grosso.

c)Varíola ou Bexiga:

1867: Retomada de Corumbá. Neste momento soldados brasileiros foram conduzidos a Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá com os primeiros sintomas da varíola.

A doença não foi diagnosticada a tempo, no que resulto em uma surto epidêmico de varíola.

Solução: O presidente da Província de Mato Grosso, Couto de Magalhães estabeleceu as seguintes medidas para erradicar a doença:

1)Construção do Cemitério de Nossa Senhora do Carmo (Cae-Cae)

2)Fundação do Acampamento “Couto Magalhães.

Em 1868, o surto epidêmico chegou ao fim.

1870: Fim da Guerra do Paraguai.

Conseqüências do pós Guerra para a Província de Mato Grosso:

1)Reabertura da Bacia Platina.

2)Afirmação dos principais portos: Corumbá, Cuiabá e Cáceres.

3)Surgimento de um nova burguesia: comercio de importação e exportação.

4)Aumento territorial.

5)Imigração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário